Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Às vezes...

Às vezes
Eu não me encontro
E em alguns estantes
Me vejo encostado no passado

Algo que é como espinho
E meu coração parece ser nada
Alguém me veja
Para que eu não chore

Parece frio e perco a linha
Como achar e seguir
O meu coração
Se ele está ferido?

Crianças eu gosto
Pois são felizes
E desenham o Verão
Esquecendo do Inverno
Que parece tão triste
E me faz lembrar de cada momento
Que não lembro agora

Às vezes eu não encontro
O por que
Mas ainda sim tento me fortalecer

Em alguns tempos
me sinto bravo
Por não encontrar me onde estou
E me perco sem saber

Mas o que faço?
...
...


Eu penso em você
A minha força
O que faz meu coração pulsar
O meu Oxigênio
Que me faz respirar
Meu sol que ilumina a vida
Ainda lembro de tudo
Como se fosse agora
Ou ontem
Eu não lembro quando
Pois é Eterno
O Amor que tenho por você

Mesmo sem entender
O por que
Continuo a acreditar
Não me importa o que acontecer
Eu vou seguir
Pensando em ti
E entenderei
A parte que eu errei

Mas ainda eu penso em você
Nada mais me importa
Eu só quero saber
Como vai você?

Às vezes eu percebo
Que não a nada mais forte que o Amor
E penso em você pra me fortalecer
Pra alcançar meu objetivo
Que é ...

Meu coração está frio
Mas consigo acreditar
Para algo o aquecer
É o Amor
E agora eu só quero que você
Pra sempre seja Feliz
O Objetivo Maior!
Ainsten
Enviado por Ainsten em 13/11/2007
Código do texto: T735856
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ainsten
Bélgica, 23 anos
98 textos (6291 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:50)
Ainsten