Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pensamentos da manhã


Ao ouvir músicas sentimentais, choro, de saudade não sei bem de quê, se de alguém ou alguma coisa, talvez das duas.




Meu coração fica apertado, aflito, por não saber , tanto tempo, de você.

Te vejo pelos caminhos de minha vida, em rostos estranhos, em lugares por onde andamos; logo a imagem desvanece, e vejo que foi mais uma ilusão.

Como tirar de dentro do peito essa sensação de que nada mais há pelo qual devo lutar.

Se alguém perguntar se ainda sou capaz de amar, se tirarem foto de meu coração, lá poderão  ver teu  belo sorriso, que minha vida iluminava.

Saudade, dor, falta de você , fazem parte de meu dicionário diário.

Nada mais importa pra mim, só espero o dia de te reencontrar na mais bela noite de luar e em teus braços me aninhar.

Sinto tanta falta de você, pois nunca soube onde eu começava e em você, terminava.


Nunca deveríamos amar tanto assim, nunca deveria a ter dito o adeus mais sofrido de toda minha vida, em relação ao amor. Hoje somos duas almas perdidas no tempo, sem saber onde chegar.

naja
Enviado por naja em 21/11/2007
Reeditado em 21/11/2007
Código do texto: T745748
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
naja
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1207 textos (236321 leituras)
147 áudios (33086 audições)
525 e-livros (50965 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 22:01)
naja