Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Me encontrar

          Ah! Quem me dera que todos os olhos se fechassem, todos os gritos se calassem, todos ouvidos surdassem, todas as vozes emudecessem. E então só restaria o silêncio e em dado momento eu seria o silêncio, eu seria a própria solidão.
         Ah, quem me dera meus medos não fossem tão fortes de forma que não pudessem sufocar os meus sonhos mais difíceis, pois, são justamente eles que podem preencher cada vazio do meu ser.
         Quem me dera esse dia ensolarado, com poucas nuvens no céu e com um lindo azul anil. não me parecesse agora um quadro  com  uma paisagem de um dia frio, sombrio e mórbido.
         Não queria a sorte de nascer humano, que ao mesmo tempo fascinante e incompreensível, também limitado e tolo, sem sentido lógico.
        Não posso conter a Ânsia pela morte, pelo sono, pelo  sdescansar eterno, que só se faz verdade quando passamos de matéria para eternidade.
         No seio da morte deve haver um sono pesado, sem dor, sem receios, sem medo, sem amor( dor embrulhado no prazer).
        Quem me dera crer nos sonhos de criança que cruelmente contemplei se debater, agonizar até a morte e com as mãos atadas derramei lágrimas de sangue ao assistir o espetáculo drágico de sua morte, e conseguentemente vi adoecer a minha fé.
         Quem me dera recuperar dentro de mim o verdadeiro eu. Eu me agarraria a mim com força, e jamais me permitiria me perder assim outra vez.
Amanda do Nascimento
Enviado por Amanda do Nascimento em 23/11/2007
Código do texto: T748985

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Amanda do Nascimento
Suzano - São Paulo - Brasil, 28 anos
133 textos (34832 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 09:53)
Amanda do Nascimento