Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O meu "já era"

Às vezes a gente se desfaz do passado de maneira tão sutil,
Que nem ao menos nos faz falta.
Talvez eu tenha corrido riscos demais, e sabe ?!
A gente paga um preço por isso. O meu foi bem caro.
É o que fazemos hoje ... É assim que seremos lembrados no futuro.
Mas eu não to afim de pagar um de santinha.
Vivendo igual a todo mundo, sem personalidade ... Porque eu sinto medo que alguém não aprove meu 'eu'.
Eu gosto do meu jeito de levar a vida, de conhecer novos caminhos, de arriscar.
Eu não me limito. Eu gosto dos desafios.
É bom olhar pra trás e ter certeza que você fez tudo que teve vontade.
De admirar seu passos. De saber que fez tudo que tinha que ser feito.
Desculpa, mas agora ... eu to indo embora.
Eu vou seguir em frente. Sem adeus.
Odeio despedidas.

23/11/2007
Nane Thibes
Enviado por Nane Thibes em 23/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T749041
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nane Thibes
Maceió - Alagoas - Brasil, 29 anos
39 textos (21142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:54)
Nane Thibes