Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os Pressentimentos

Na linguagem de pessoas simples é o aviso do espírito para alma, que os sábios costuma chamar de vento soprador ou, então, mensageiro da luz. Não é sempre que temos essa dádiva elevada, essa linguagem falada pelo espírito e transmitida pela alma ao sistema nervoso central do corpo humano.
Pressentimentos só acontecem quando o coração e o pensamento estão serenos, pois a serenidade coloca a nossa alma no grau superior, atingindo, assim, a essência da natureza matriz.
Para muitos os pressentimentos não ocorrem devido a fraca vibração, porque o homem se deixa levar pelo turbilhão da materialidade; sem conseguir atingir o grau elevado que permite a transmutação do sentido irreal para o sentido real. E de fato o pressentimento é mais do que uma simples virtude, é um canal que se abre entre os dois mundos. Eu diria que é a  substancia elementar da essência vibratória do cosmo. Irei mais longe ao dizer que esta substancia da essência só da em lugar sagrado.
Esse lugar sagrado definido por mim, é quando o homem de desejo faz uma força contraria ou uma força voltada para dentro de si mesmo; e isso, tem um grau de elevação que a alma beija o espírito em vossa morada e, acontece a sublimação.
Eu diria que é uma dádiva criada pela substancia da essência, enfim, é a recompensa que a alma recebe pela ousadia de buscar sempre o inesperado. O pressentimento é o futuro no presente, pois podem ser evitados; mas, para isso devemos de estar orando  e vigiando o nosso ser primitivo.
Os pressentimentos são a ligação da essência da alma como o fogo do espírito é, o sentimento mais vive do que uma brasa em chama.
O pressentimento se dá quando adentramos no espaço alfa da natureza divina e, para isso ocorrer o desejo deve ser puro como a essência do orvalho cristalino.
 Os pressentimentos ocorrem, quando a alma recebe a luz da razão vibratória do espírito. Isso em miúdo é quando a vontade perseverante alcança com mérito ou com graça o desejo límpido e, transparente na unicidade da unidade.
Portanto a unidade é o espírito e a alma é o corpo intermediário e o corpo é a síntese ou a emanação do espírito. Enfim, trocando em miúdos o corpo é a obra da imaginação encantada. Portanto o corpo é a concentração da força resultante do espírito. Eu ainda iria mais longe que o corpo é a semente que vai a terra para realizar a vontade do espírito.
Tudo que foi relatado faz parte de um conhecimento que possui raízes profundas no ternário divino; e as ferramentas para trabalhar em cima da terra fértil fazem parte do quaternário. Em detalhes foram ditas e escritas às idéias mais que perfeitas.

Marck Sosza
Enviado por Marck Sosza em 27/11/2007
Código do texto: T754775
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marck Sosza
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 56 anos
149 textos (12878 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 06:14)