Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Don´t worry, be happy

De repente as coisas se tornam simples, porque esqueci de complicar. Acaba-se por perceber que o mundo gira estejam as pessoas tristes ou felizes. O mundo não pára, nem pra te parabenizar, nem pra te chutar quando está no chão. Não, não, o mundo é só dele e tem seu ritmo enquanto todos vão incluindo-se no compasso, seja correndo, seja de carro, seja num pé só ou flutuando.
Deixa estar, a moda agora é descomplicar. Me estressar? Que isso amigo! Estresse mata, dá depressão, que tornou-se a quinta maior causa de morte no mundo, com promessas de em 2020 estar em primeiro do ranking! Ansiedade? Nem pensar, meu coração não deixa, ele não quer parar e mesmo se não parar, ansiedade no mínimo engorda e ninguém quer engordar, nem mesmo Jesus, de acordo com o livro que vi vendendo hoje: a dieta de Jesus.
Resumindo: se engorda e se mata eu to fora! Não é nisso que se resume a vida hoje em dia? Mulheres e homens cada vez mais magros, modelos de 25 anos usando roupas de meninas de 13, e ficando felizes pela calça ainda ficar folgada. Acabou a carninha pra apertar colega, hoje o legal é não precisar de raio X, tudo visto com exclusividade nas passarelas. Chega a ser emocionante o festival "à la halloween" que as nossas belas caveiras nos oferecem.
E o estresse? A enorme quantidade de livros de auto-ajuda nas estantes de livrarias e nas bancas de jornal (daqui a pouco até em restaurantes e barzinhos, como cortesia da casa), apenas provam que precisamos de ajuda e tudo se resolve com o poder da auto-sugestão. Virou moda acreditar em si mesmo e saber-se capaz, mesmo que seja por duas semanas e tudo se complique depois, mas nada que um spa não resolva.
Receita para uma vida feliz: dieta, livrinho na mão e alienação total da realidade. E se nada disso funcionar, mande todos para lugares feios e vida sua vida em paz e feliz.
Esqueça a fome, a pobreza, a saúde precária, os malefícios do cigarro e da bebida, seu amigo drogado, sua parente aidética, seus filhos pedindo mais um ipod, a falta de dinheiro, tudo, esqueça tudo! Apenas acredite em si mesmo e no poder que você tem de esquecer e ignorar a vida. O futuro não está no ensino, mas sim na ignorância. Pare de pensar querida, de que serve pensar? Só te magoa, só te fere, só te faz humana, e você não quer isso, você não quer ser humana, você quer ser feliz.
Jogue as mãos pro alto, cante com a Ivete, sambe à vontade! A vida é pra viver agora e ela é só sua e não dos milhões de sofredores que te cercam, afinal, você não pode nem com os seus problemas, com os dos outros então. Se o seu espírito altruísta te atacar e for impossível de conter, então escreva um maravilhoso livro de auto-ajuda e sirva de inspiração pra leitores que você nunca verá na sua frente, pois ajudar cara a cara está fora de moda e no mínimo engorda.
E sabe o que eu vou fazer? Vou continuar ajudando as pessoas que posso tocar, comendo o que eu quiser, usando as roupas que eu quiser e namorando meninas que me causem orgasmos intelectuais múltiplos, porque, diferente de você, eu gozo pelo cérebro e me excita muito mais uma conversa maravilhosa do que uma magrela que cabe na calça da vitrine. Mas eu sou eu e escolhi sofrer e se possível experimentar todo tipo de tristeza, mas você não, você nasceu pra ser feliz e esquecer.
Segue o fluxo amigo, porque ir na direção própria (mesmo que seja a contrária) é só pra quem quer muito, e isso você não vai aprender em livros de auto-ajuda.
Daniel Cavalcanti
Enviado por Daniel Cavalcanti em 27/11/2007
Código do texto: T755010

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Daniel Cavalcanti
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 30 anos
125 textos (3490 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:42)
Daniel Cavalcanti