Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RAZÃO...

Razão, tato, algo faltou de fato, faltou força? um pouco, vontade? um tanto, AMOR? será? Ela falou que tinha tanto, esqueceu? mentiu? morreu? acho que foi ... mas ela dizia que era forte, que ele prá ela era o norte, mas medo de perde-lo tinha, do que a própria morte.... palavras? quem sabe, frases perdidas, faladas, mentiras? mas fada não mente! será que ensinaram errado prá gente, letras escritas no papel, mentiram até sobre papai noel? ele já não acreditava por isso, agora ficou mas cético, critico, surdo, mudo, irônico, quem ele? Seu mal é agudo ou crônico? será que conserta? vai no médico que ele corta, estirpa, tira prá fora, mete a mão lá no fundo, mostra a mazela pro mundo, quem sabe ele vê, nota, e de outra vez não sai de traz da porta, não fecha a bendita.... maldita? Não, acho que não.... era tão bonito, sutil, infantil, brincadeira de criança, pirulito, filme de Carlitos, dava gosto de sentir, de olhar, as vezes só de falar, coisa gostosa, teimosa, amiga? ela nem tinha trança, falava só de lembrança, coisa antiga, vendaval, furacão... As vezes levou ela pra longe, pegou de volta o coração, mas ela disse que era irmão? irmão desse jeito não sente, será que ensinaram errado de novo prá gente? mentiram sobre a fada, sobre papai-noel, agora sobre irmão, o que mais vão fazer? dizer que peter-pan não voa? Nào tem pó de pir lim pim pim, anda como gente comum? de terno e gravata?desse jeito vão falar que gnomo é barata....só que dá no jardim, eu queria um gnomo, prá ajudar, enfeitar, ter só prá mim, ser meu confidente, pra ouvir de tudo, passado, futuro e presente, ia ter muita estória, gozada, triste, diferente a bessa, levar recado, correio chique, mostrar sinceramente, sem risco, sem chilique a vida puramente... esse turbilhão, vento forte, frio, chuva, vazio... sem dente, dormente, carente será que ainda sente, mente prá mente, engana, solidão, só, sózinha que nem gente, fala, ninguém escuta, tá tudo na frente, mas é forte, não desanima, luta, escuta, baixinho, ela tem sorte, fada tem porte, porta, corta, escarna, cutuca, explode. Nào dissimula, não sofre, espera, não se aborreça, esqueça, padeça, dá volta por cima na vida, tomara que aconteça, afinal, busca dentro da cabeça, um fato normal, pra diagnosticar esse final. Procure um mago, um sapo, um saci, pergunte se ele já viu algo igual por aqui, certamente ele dirá não, irmão não pode trair irmão, foi feito prá ser amigo, fiel, seguro, decidido, não fica em cima do muro, não escuta fofoca, de colega, da inveja, busca no sangue corrente, a verdadeira palavra, a certeira resposta, de jeito nenhum poderá virar as costas, são da mesma família, são de casa que nem mobília, merecem ter só afeto, entender o jeito um do outro, estender-lhe sempre o braço, constante deve ser o abraço, carinhoso, fraterno,  devem ser feito o boi e o laço, grudados sempre andarão, unidos como cuia e chimarrão, assim é irmão, na minha concepção, imagina coisa mais forte, mais antiga, de mais idade, que dirá coisa vivida desde a eternidade, tem que ter mais afinidade, mais certeza, mais clareza, mais amizade e acima de tudo, sinceridade. Faça uma reflexão, ponha a mão na consciência, analisa se ele está errado, quer ser sincero, não pode, quer ser amigo, não deixam, quer a união, não pode não, imagina o estado de aflição deste cristão. Onde está a alegria? A simplicidade, sejamos coesos, sempre unidos pelo coração, assim deve ser vida de irmão, de família. Não temos que ter preconceitos, entendamos dos outros os defeitos, nem Jesus buscou perfeitos, andou o peregrino, buscou afinidade, conhecimento, entendeu as imperfeições que lhe impôs o Divino, o Pai maior, a expressão maior da sutileza, criador de tudo, do amor, da fé, da esperança, da natureza, ele sim foi perfeito, foi belo, maravilhoso, pensá-lo emociona, ativa, estimula, desperta, prá vida, incerta, prá vida, cativa, prá vida. Sejamos como o Pai nos foi, sejamos... Fazemos parte da centelha, da criação, somos criadores, unamo-nos, amemo-nos, como ele nos amou. Grande, sublime, lindo, maravilhoso amor. Coragem, voce é capaz, já amou uma vez, amar nunca é demais...
eros kamadeva***
eros kamadeva
Enviado por eros kamadeva em 04/12/2007
Código do texto: T763974
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
eros kamadeva
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
93 textos (9733 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:49)
eros kamadeva