Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESCOBERTA...

Apareceu, a beleza...o cristal, a joia, acredite veio da natureza... admire seu chato, sensato, homem ou rato? Tenho que dizer tudo? Ou me calar de fato, deixar bem guardado ...no fundo, profundo? Superficial ou no cerne, como escoriose ou berne, bicho, lixo, por que não fala ? mostra tudo, falante ou mudo, deixa ela enxergar o todo, verdade ou engodo, da vida, do fato, se não conto me mato, se conto maltrato, não e justo, injusto, maltratar anjo e pecado, não se faz, ta errado,  pior que praga de madrinha, gato preto ou pe de galinha  , entao me calo, não digo nada, e se ela sofrer mesmo assim, o que faco, falo besteira, conto na Quinta ou sexta feira, lua crescente ou cheia, no planeta ou no espaco, acordado ou desdobrado, separado ou abracado, longe? Sera que resisto, a seus encantos a seu feitico, encontro com ela e puro cio, se toca provoca, desperta, acerta, perto e tiro certo, alvo marcado, certeiro, medido, encontro de anjos, um do bem outro caido, perdido, tambem não importa, se eu bater, sera que ela abre a porta, pra essa divindade torta, pra esse ser torpe, lado negro forte, coracao enorme, sera que ela conforta, aquece, esquece, de tudo la fora, demora mas volta, inteira, espero, caminho certo ou incerto, pra longe ou pra perto, de um oasis ou no deserto, sera que ela vai comigo, ou prefere melhor norte...  ficar com um cara sem rumo, sem porte, azar ...acho que merece melhor sorte, logo um mago como eu, melhor se fosse plebeu, saberia de nada, trocaria a noite pelo dia, saberia sequer de magia, mais tranquila ela estaria, agora ve se diz logo seu bruxo, ta cansando , cada confusao ele arruma, mexe com tudo, como um furacao, desestruturando as mazelas...mostrando, batendo, brigando, deixando sequelas, feridas na carne, no ser...trazer pra que, pra despertar sua beleza, ou fragilizar sua franqueza, afastar ela da vida, sera que esta intensa ou dividida, mostra logo moleque, mostra logo a razao, a parte vestal, mostra a caverna, a floresta, o ritual, diz o que foi feito, foi feito pra ela, pra afastar as mazela, os ebo, os encosto, as tristeza e os desgosto, pra clarear seu caminho, desse jeito tudo muda, se não der jeito, leva ate galho de arruda, alecrim e guine, isso e a mistura certa pra fortalecer o seu pe, pra caminhar mais segura, mas feliz, pra vida ficar madura, diz logo a ela o mago pebeu, revela logo o encanto, diz pra ela como usar e ficar debaixo de seu manto, mostra que ela fica segura, entra na vida clara e luminosa e deixa a vida triste e escura, mas tem que ir sem rastro, limpando e deixando tudo pra traz, limpar tudo que e capaz, se quiser realmente ficar bem, tem que romper o lacre, o laco, o azogue, deixar o veneno escorrer pro buraco, do tatu...do rato, la estara em boa compania, estara nas profundezas, junto com as certezas de que retornou ao lugar de origem, aquele de onde veio e levara com ele, aqueles que deram a ela o tal e malfadado presente estara de novo reencontrando o tal agente que tanto torceu por seu insucesso, por seus passou na direcao errada, torceu por sua derrocada, mas agora depois da grande batalha, tera que engolir a derota, pois perdeu de novo a frota, a nota as bota, e ficou pelo caminho, agora ela ta forte, alegre feliz, tomara que assim se conserve, tomara pra ela, pro mago e pra mim, que ela entenda de vez que precisa rumar rumo certo, pro oasis ou pro deserto, mas precisa desgarrar nem precisa estar por perto, pois so ela precisa dela, como  a tampa da panela, como o sono do desperto, diga pra não ficar inerte, brigar, lutar contra tudo, pois lutar sera seu caminho, seu rumo, seu norte...ate que um dia , chegue pra ela, pro mago ou pra mim, a morte...
eros kamadeva***
eros kamadeva
Enviado por eros kamadeva em 07/12/2007
Código do texto: T768038
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
eros kamadeva
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
93 textos (9691 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 23:36)
eros kamadeva