Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passeio pelo Recanto

Acabo de dar uma volta pelo Recanto das Letras.
Faço-o periodicamente.
Costumo iniciar o passeio visitando os meus autores favoritos.Depois ,lanço-me ao conhecimento de  outros que ainda não tive a oportunidade de ler.
Pois, verifico, não sem algum constrangimento,que mal compreendi os critérios que norteiam as publicações aqui ou ,se bem compreendi ,alguém não chegou a tanto...

Na verdade, eu ainda não havia observado detalhes que hoje,durante esse passeio,gritaram-me aos olhos.
Percebi,por exemplo, que há publicações pouco condizentes com a proposta de trabalho apresentada por este "site"(ou saite,ou sítio)e surpreendi-me,inclusive,com a presença de  anedotas postadas em determinado espaço.
Nada contra o bom-humor e a alegria.Muito antes pelo contrário!Mas,não creio sinceramente que a publicação de piadas de autoria comumente popular e desconhecida,venha de encontro ao propósito desta iniciativa.
Vale lembrar que este Recanto destina-se à divulgação do trabalho 'literário' daqueles que aqui escrevem,expondo textos de sua própria autoria.

Minha surpresa (pra não falar em choque ou espanto) cresceu diante da quantidade considerável de erros ortográficos e gramaticais presentes em vários textos. Incorreções essas, que uma criança de dez anos é capaz de detectar sem maior dificuldade.

Não pretendo de forma alguma fazer pensar que eu esteja aqui ocupada em garimpar erros alheios.Haverá,talvez,quem sinta-se aviltado por este  comentário.Bem como estou certa, terei vozes de apoio e solidário constrangimento.
Por favor, não me interpretem mal!
Devo,contudo , confessar que não sei ler sem ver o que leio.
Por isso,abro o  peito inundado de interrogações neste instante pra dizer que fiquei intrigada e preocupada.
Fica  fácil compreender o que afirmo ,se pensarmos no contexto ,através do qual pretendemos expôr nossas idéias e ,mais do que isso,no modo como o fazemos.

Quem escreve ,precisa fazê-lo clara e corretamente.
Não se admitem deslizes de concordância,de acentuação,ou pontuação a quem se propõe a redigir e,portanto a comunicar seus pensamentos a outrem.
Ao escritor ,é mandatório  o conhecimento e a competência lingüística ao exercício de tão delicado ofício.
Tenho lido textos irretorquíveis em linguagem e conteúdo.
Outros,nem tanto,o que é lamentável!

E digo mais: há quem esteja confundindo gêneros literários por puro desconhecimento da matéria.Nada contra a inovação,a criatividade,a novidade de estilos e propostas.Mas, respeitemos o idioma com o qual nos é possível manifestar nossos desejos,dúvidas,temores,venturas,preocupações,amores,desamores e toda a vastíssima gama de temas que nos impelem a utilizar letrinhas.
Pra escrever,senhores e senhoras,preciso é muito mais do que talento:fundamentais são o conhecimento e a habilitação.
Ambos somente se podem adquirir pelo estudo ,por meio da leitura.Da leitura de formação e informação,além é claro ,da literária.Não basta ler o horóscopo diário, as bulas dos remédios,as legendas dos filmes ou as piadas do caderno de amenidades .É preciso ,antes de tudo,sermos leitores competentes,a fim de ,quem  sabe um dia ,podermos lograr a condição de bons escribas.

Diante da paisagem descortinada neste passeio pelas letras do Recanto,ocorre-me uma pergunta que não quer calar:quem escreve,lê o que?
Zully Oney Teijeiro Pontet
Enviado por Zully Oney Teijeiro Pontet em 14/12/2005
Código do texto: T85714
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zully Oney Teijeiro Pontet
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 59 anos
219 textos (13424 leituras)
1 áudios (112 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:31)
Zully Oney Teijeiro Pontet