Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tempo não existe

Passaram-se as nuvens,revelou-se o dia,o sol é o senhor e seu auge ao meio dia, até o entardecer é ele quem irradia,traz luz e alegria quando enfim encerra seu dia nessa imutável rotina.O planeta gira e agora é a lua que predomina,a noite é fria e os caminhos escuros,agora as trevas se impoem e os homens temem o que não veêm e tudo se faz e refaz,porém apenas o tempo é que me enganou,nessa ilusão de dias e noites,luz e trevas.Mais uma vez nos paralelos,o destino me matou,mas o tempo me trouxe de volta e me levou ao inicio,ele dice que iria me curar,nem menos me alentou,o tempo na verdade só parou ou nunca teve um começo.E na teoria do tudo o nada emergiu apenas em mim e o tempo nunca enfim existiu,apenas iludia a mim.
JOÃO MOLON NETO
Enviado por JOÃO MOLON NETO em 21/12/2005
Reeditado em 27/12/2005
Código do texto: T88906

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Molon Neto (Cavaleiro da Luz) /www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOÃO MOLON NETO
Franco da Rocha - São Paulo - Brasil, 34 anos
331 textos (17224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:00)
JOÃO MOLON NETO