Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Persisto e não nego

Sou persistente mesmo. Já tem quase meio século que procuro
entender porque uma pessoa tem que ser padronizada.
Somos mutáveis, isto é ótimo. Mas daí a querer que cada
pessoa vire uma versão perfeita do que cada uma pensa ser a
perfeição, é um verdadeiro porre.

Já é tão difícil manter o padrão top model. Afinal, comer é
uma maraviiiilha. Mas não se pode comer muito não, mesmo
porque campo de nudismo nem sempre é tão próximo assim.
E roupas com o tamanho de gordo, impossível achar.
Este é apenas um problema.

O maior problema é ser. Ser gordo ou magro, ativo ou passivo,
é opção. Agora, ser bonzinho, concordado,  recatado,
ponderado,convenhamos, isto é um saco! O melhor do ser humano
é ser único dentre zilhões de semelhantes. Taí, semelhantes.
Somos apenas semelhantes. Então por que não aceitar?
Na verdade, apenas questiono. O que mudaram(?) em mim é quase
imperceptível. Lá nas alturas, onde me escondo, sou
facilmente encontrada.Só que lá, poucos vão.
E só poucos permitam que eu fique.
Querem que eu sinta o chão, que tenha olhos para todas as
maldades humanas. Alto lá! Para que querem isto? Para que
deixar de ver o céu, estrelas, luas e sentir-me próxima ao
caos? Estou bem demais onde sempre estou...  Meu olhar está
sempre muito mais próximo da beleza. E vou aceitando as
pessoas exatamente como são: algumas honestas outras nem
tanto, algumas piedosas, outras nem um pouco, algumas razão,
outras coração. Somos assim. Totalmente imperfeitos. E isto
não é bárbaro? Temos até opção de escolher com quem queremos
ficar. Basta não querer mudar ninguém. Sendo assim, os
simpáticos continuam simpáticos e os antipáticos continuam,
antipáticos. E eu me manterei distraída ou ausente ou aérea
ou sei lá o que dizem.

E em dizendo aérea, os anéis de Saturno estão mudados...
visão caótica ou mudança de óptica? Hummmmm, vou pensar...
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 28/12/2005
Código do texto: T91304

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25403 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:45)
Dora Leal