Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“O entusiasmo individual é que inicia qualquer processo de mudança. E o entusiasmo gera mais entusiasmo.” (Peter Senge)

Ser entusiasta. Lendo esta citação de Peter Senge tenho certeza do poder que nos é atribuído. Temos o livre-arbítrio, a vontade própria, não podemos nos ater somente ao que nossos limites delineiam.

Ser entusiasta não significa ser imprudente. Pode até parecer paradoxal, pois há um abismo entre a teoria e a prática.

Ser entusiasta pressupõe coragem. Não só aquela coragem estóica, alheia a tudo, mas, sobretudo; aquela que nos desperta para nossas pequenas alegrias, nossas pequenas conquistas...

Ser entusiasta é olhar para as dificuldades que enfrentamos ao longo de nossas vidas e abraçá-las sem medo, por mais que sejam problemáticas. Vê-las de forma plausível, sem nos esquivarmos de suas conseqüências.

Ser entusiasta é mudar. Mudar sem receio algum, sem nunca esquecer de onde viemos e para aonde vamos. E essa mudança requer desprendimento em nossas vidas, seja em qualquer nível.

Muitas vezes nos questionamos sobre nossa capacidade de adaptação à circunstâncias adversas. É correto afirmar que todo processo de mudança tem seus percalços...

É inevitável, não temos como fugir. Contudo, o que nos leva à plenitude de nossas vidas não é o fim que buscamos nem a felicidade almejada...somente o caminho que percorremos até lá.

Se o processo de mudança não traz consigo nenhuma aplicação prática, ela é, por si só; vazia...uma utopia apenas.

Um passo importante para entender o que escrevo é perceber que só através de nossas próprias iniciativas desveladas de conceitos pré-concebidos, poderemos refletir sobre um futuro promissor em nossas vidas. Assim disse, certa vez, Molière ao afirmar que o tempo é cíclico e que tudo o que fazemos ou deixamos de fazer nessa vida são de nossa alçada.

Portanto, seja entusiasta. Não se atenha somente ao que os seus olhos vêem. Abra seu coração, não tenhas o medo infundado de amar, valorize suas conquistas – por mais ínfimas que pareçam. Sei que é difícil colocar em prática tudo o que escrevo (pode até parecer utopia) mas precisamos tentar. Há um ditado muito sábio que diz o seguinte: “Sonhe sempre alto, pois por mais que eles não se realizem, sempre serão melhores do que sua realidade atual.”

Ad majora natus
Alexandre Casimiro
Enviado por Alexandre Casimiro em 16/01/2006
Reeditado em 30/10/2006
Código do texto: T99611
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Casimiro
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
67 textos (14583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:00)
Alexandre Casimiro