Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atitudes


Ao ler um pensamento de Caio Lucas sobre atitudes (texto Nº96399), lembrei-me dum episódio ocorrido comigo há uns anos atrás:

Do alto da minha "imponente sabedoria", aos 25 anos de idade, disse algo parecido com:
-Sinceramente... A cara de pau que algumas pessoas têm, quando magoam os outros e se fazem de santinhas. Eu sei sempre quando magoo. Posso depois, não ter coragem para pedir desculpa, mas sei que magoei.
 
A amiga que estava comigo, uma senhora com 50 belissímos anos de idade, e portadora duma sabedoria intrínseca ao seu ser, naturalmente discreta e suave, respondeu-me:
- Ó minha querida, não fale assim. Nós nunca sabemos como os outros podem interpretar as nossas atitudes. Ao longo da minha vida, houve tantas pessoas que eu magoei, sem ser essa a minha intenção... Uma frase mal percebida, uma interpretação errada dum olhar, a inexistência dum gesto esperado... Tanta coisa... De alguns, eu soube, porque mo disseram, e pude ver a situação do seu ponto de vista. Ao ver, entendi, e pude explicar o meu. Foi bom, porque ficou esclarecido.
De outros, nunca soube, porque não mo disseram, e provávelmente nunca virei a saber. E tenho pena, pode crer que tenho pena.
Por isso, é bom, tentarmos sempre vermo-nos no outro.
Percebeu querida?
- Percebi...

E até hoje, tento não me esquecer. Lição boa de vida...

Genoveva
(2006/01/15)

Genoveva
Enviado por Genoveva em 16/01/2006
Código do texto: T99705
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Genoveva
Portugal, 56 anos
36 textos (2733 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:51)