Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA NATAL



Com o rosto colado à janela
Observava a algazarra da família
E ele ali parado como uma sentinela
Queria fazer parte daquela alegria.

Na mesa muita fartura
Na árvore inúmeros presentes
E ele imaginava que naquela altura
Todos riam, pois estavam contentes.

Sentiu uma tristeza infinita
E o coração transbordando de dor
Ao ver que naquela casa tão bonita
Apesar da alegria não existia amor.

Porque, lá fora, não reparavam
Que ele estava só e chorava
A presença dele não aceitavam
Era um mendigo que para eles olhava.

Em suas mãos não havia presente
Em sua vida faltava amor
A dor em seu peito era crescente
Tremia por falta de calor.

Alguém ao seu lado encostou
E olhando firmemente perguntou
O que parado ali ele fazia
Desejando o que não lhe pertencia

Abraçando o menino ele falou
Que o melhor presente era a certeza
Que aquele que naquele dia nasceu
Muito o amava apesar de toda a pobreza.

Os olhos do menino brilharam
E o pequeno coração disparou
Os anjos no céu cantaram
Aquele que lhe falava era Nosso Senhor.

Rosita Barroso
30/11/2007
Rosinha Barroso
Enviado por Rosinha Barroso em 01/12/2007
Código do texto: T760148

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rosita Barroso - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rositabarroso). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosinha Barroso
Salvador - Bahia - Brasil, 63 anos
395 textos (33220 leituras)
1 e-livros (69 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 16:10)
Rosinha Barroso