Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Salmo de Natal, Silas Correa Leite, Estância Boêmia de Itararé-SP

MENSAGEM DE NATAL
“O que a chuva separa/O rio une/O que a pedra desgasta/O gume afia/
O que o beijo excede/O corpo não contém/O que a guerra faz/É armar a morte...”
“O que o horizonte cerceia/O imaginário vê/O que o poeta não pensa/O inconsciente resgata/O que a palavra ensina/O íntimo denota/O que a nuvem carrega/O alto céu despenca...”
“O que a alma precisa/Os atos camuflam/O que o silêncio acalca/A solidão relê/O que o gesto sublima/A mente adoece/O que a morte desnuda/A saudade agasalha...”
“O que a cerca vigia/O desejo corrompe/O que o coração sente/A vida promove/O que o poeta escreve/É a sua cruz de açúcar/Pois o que o rio une/O SOL LEVA PRO CÉU...”
(Salmo de Natal de Silas Corrêa Leite)

Poetinha Silas de Itararé
Enviado por Poetinha Silas de Itararé em 02/12/2007
Código do texto: T761693

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Silas Correa Leite). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poetinha Silas de Itararé
Itararé - São Paulo - Brasil, 65 anos
141 textos (50928 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 13:54)
Poetinha Silas de Itararé