Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANIMAL… NATAL…



Eu sou só um animal
Entre outros animais
Não sou menos
Nem sou mais
Nem tenho culpa de ser

Sou apenas uma vida
Como muitas outras vidas
Que querem sobreviver
Sou fruto de tanta água
Resultado de uma mágoa
Que um dia vai morrer

Eu sou só um animal
Sem certezas de destino
Certezas que ninguém tem
Sou peregrino da vida
Sem cajado nem guarida
Sem querer mal a ninguém

Sou, talvez, mais um cretino
Dos muitos que a vida gera
E que pensa ser alguém
Ser neve na Primavera
Ser frio no veraneio
E ser também de permeio
Calor no frio invernoso

Folha caída de Outono
Poeta do abandono
Dos versos em que floriu
Poemas de puro gozo
A que a vida não sorriu
Poeta em estado gasoso
Sempre pronto a explodir
Poeta pecaminoso
Que diz verdades a rir

Eu sou só um animal
Entre outros animais
Não sou menos
Nem sou mais
Nem tenho culpa de ser

Um ser que sofre afinal
A dureza de escrever
Que apenas por saber ler
O que é bem e o que é mal
Sabe que este Natal
É mais um que vai morrer
Nas rimas do esquecimento
Na fome do sofrimento
Que não devia existir

João Moutinho aka ressoa_1
18/12/2005
ressoa
Enviado por ressoa em 19/12/2005
Código do texto: T88340
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ressoa
Portugal, 67 anos
72 textos (1880 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:26)
ressoa