Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escrever o que passeia na alma...

Num rasgado pedaço de papel, esquecido pelo tempo, escrever o que passeia na alma, como o sol que hoje surge, deitar na relva e contemplar os raios de sol que espreita entre as nuvens.
No baú de recordações, folhear páginas, no seu interior guarda manchas amareladas.
Mágoas passadas pra trás, onde o amor é capaz de apagar borrões, reescrevendo em papel, alvas emoções, tingir um buquê de flores de várias cores.
O infinito que ninguém sonda seus mistérios e enigmas, feito o murmurar das folhas das árvores batendo na suave neblina, nascendo do olhar gota de emoção, quente e deslizante.
Sou porta sem fechadura, pedra lapidada, que outrora ofuscada.
Fecho os olhos e deixo a mente vagar...
Em solo árido do deserto que a chuva banha em noite escura, jorram em minhas veias, doçura.
Manhãs azuis, nuvens algodão doce, singela fragilidade, declínio de lágrimas na clausura das rimas.




Escrito em: 27.09.2005
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 17/01/2006
Reeditado em 17/01/2006
Código do texto: T100247

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
1260 textos (116507 leituras)
15 áudios (2140 audições)
6 e-livros (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:38)
Águida Hettwer

Site do Escritor