Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARREPENDIDA

Se não podias viver sem o meu carinho,
se não podias dispensar minha afeição,
tu não devias destruir o nosso ninho
e não devias maltratar meu coração...

Agora, vens chorando, arrependida,
fingida, implorando o meu perdão!...
Porém já tenho outra, em minha vida...
Tu não devias maltratar meu coração!...
Julio Sayão
Enviado por Julio Sayão em 18/01/2006
Código do texto: T100394
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Sayão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 93 anos
65 textos (39436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:26)
Julio Sayão