Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insônia

Na madrugada tateio papéis e caneta
Vasculho um rastro livre na memória
Somente um silêncio profundo.

Um trânsito a lentos passos.

Nessa linha da imagem que construo
Passo a martelar as letras
Busco construir palavras, frases, parágrafos...
Uma forma de romper o silêncio da insônia.

Do peso de cada martelada
Resulta em infinitos papéis amassados
...
Na gaveta, os guardados da memória, desistem de ficar no acaso
Começo de amores, de dores, pudores, rancores...
Mas apenas rumores do presente, suficientes,
Trazem um gosto doce e amargo:
saudade de sentir tua boca.

É longa a caminhada de um querer que não quer ser
Ser apenas uma saudade.
É o presente dilatando o passado, o futuro são apenas papéis amassados.
Retraindo
Renegando um querer de bloquear as imagens do agora,
Restos do passado.
É a vontade de sentir tua boca.

Mas o travo do desejo insistente que sempre rompe,
Tropeçando em minhas memórias, essa insônia, cansa.

Amanheceu e junto a saudade de sentir tua boca
...

















Neucivaldo Moreira
Enviado por Neucivaldo Moreira em 19/01/2006
Código do texto: T101067
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Neucivaldo Moreira
Santarém - Pará - Brasil, 48 anos
21 textos (4850 leituras)
1 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:38)
Neucivaldo Moreira