Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia de Bolso 7


                             Tenho o dom das dexistências
                     Já fui muitos nesse mundo
                                              Dos quais me desvestia
                    Sempre que morrer era premência
                                                    Para que um novo cordão
                            No ventre inchado da terra
               Me nutrisse de inocências
                                                             E me fizesse poeta
                                Esse único pássaro
            A voar fora das asas.
 
Aldo Guerra
Enviado por Aldo Guerra em 20/01/2006
Reeditado em 13/02/2011
Código do texto: T101197
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Guerra
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
296 textos (26097 leituras)
3 áudios (490 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:16)
Aldo Guerra