Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE ZANOLHA

Passaram tantas, frente à minha porta:
Louras, morenas, gordas, magricelas...
Lindas mulheres...!!! Outras... não tão belas,
Mas todas fêmeas, saias..., é o que importa...
 
Tantas Marias... Santas, pecadoras...
Ah! que saudades da Zanolha tenho!!!
Sua boca doce como mel de engenho;
Feia, baixinha, formas sedutoras...
 
Um sol denso, fugaz, uma aquarela
Que compus na memória, sobre tela.
São lembranças...  Difícil esquecê-las:
 
A zanolha gemendo seus abrolhos...
Um dos olhos postado nos meus olhos,
E o outro vagueando nas estrelas...
Valdez de Oliveira Cavalcanti
Enviado por Valdez de Oliveira Cavalcanti em 17/11/2004
Código do texto: T102
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valdez de Oliveira Cavalcanti
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 73 anos
22 textos (6704 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:32)