Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A navegar

Amada amiga, este meu canto
apresentado em oito pés
é canto alegre, embora o pranto
aqui se mostre quando em vez,
como se fosse um acalanto
ou uma prece, um hino santo,
um barco a vela em mar aberto,
a navegar ao infinito,
a circular ao teu redor.

Se eu te vejo em pensamento
e te traduzo em meu cantar,
se mostro todo o sentimento
e não escondo o meu penar,
amiga, aceita este lamento,
entende todo o sofrimento
e vem comigo a navegar
em mar aberto ao infinito,
acolhe um pouco deste amor!

Não imaginas o que sinto
e já não sei como dizer,
porém tu sabes que não minto
ao te falar do meu sofrer
se não te vejo junto a mim;
tu és o início, o meio, o fim,
tu és meu tudo, o infinito,
o mar que eu hei de navegar...
vou naufragar no teu amor!
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 07/04/2005
Código do texto: T10253
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260163 leituras)
36 áudios (10732 audições)
6 e-livros (1672 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:20)
Paulo Camelo

Site do Escritor