Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                      ADEUS!

 


Não farei um pedido  agoniado...
Chega de humor alterado!

Não ensaiarei um gesto delicado...
Chega de coração magoado!

Não esconderei o olhar desapontado...
Chega de bem-querer atraiçoado!

Não pronunciarei o verbo desejado...
Chega de sentimento abortado!
 
Não conclamarei motivo arrazoado...
Chega de discurso inflamado!

Não procurarei um ponto afinado...
Chega de pulsar desencontrado!

Não aceitarei o perdão atrasado...
Chega de momento adiado!
 
                                 Basta! Adeus.

 
Cansei de ser
Muro de arrimo
Que não rima com remo
Nem rima com nada!
Quero ser agora
O cabo da enxada,
O motor de arranque,
A mola,
O propulsor,
O desencadeador,
O tema.
Não mais o que sustenta
Mas o que se desvencilha.
Não mais o verso
Mas o verbo.
Não mais energia despendida
Mas calor aproveitado.
 
                                Cansei.
                                      Agora estarei descansada.
 
Você falou, tá falado:
Chega desse mote cansado!


 

 
Foto: Rui J. Santos ---- poema de set/2000

 
KATHLEEN LESSA
Enviado por KATHLEEN LESSA em 22/01/2006
Reeditado em 26/10/2013
Código do texto: T102557
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
KATHLEEN LESSA
São Paulo - São Paulo - Brasil
3682 textos (2130893 leituras)
14 áudios (7339 audições)
36 e-livros (47514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:11)
KATHLEEN LESSA