Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Egoísmo

Nos signos que ora desenho sobre o papel
Me descubro extremamente egoísta,
Pois endereço a mim, sentimentos meus,
Sem me importar com a interpretação do leitor.

Revelo o íntimo do meu ser em palavras não tão rebuscadas
Na certeza de que só eu mesmo consigo desvendar
Os mistérios profundos de minha alma. (Estarão desvendados?)

Alma criança, alma ingênua, alma bandida e dissimulada,
Com todos os altos e baixos, acertos e desacertos,
Tão comuns aos homens comuns,
Tão especiais e únicos aos homens fora de série.

Se as palavras por mim atiradas, como as setas lançadas,
Tiverem o poder de fazer alguém pensar... então, eu não deveria
Ser mais responsável? Não tenho a pretensão, nem o talento.

E continuo escrevendo minha biografia
Em metáforas sem sentido e sem nexo,
Sem deixar de também viajar na fantasia,
Em poemas simples e discretos.
Délcio Mores
Enviado por Délcio Mores em 23/01/2006
Código do texto: T102728
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Délcio Mores
Guarapuava - Paraná - Brasil, 51 anos
101 textos (11841 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:35)
Délcio Mores