Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Brisa

Lembro de vê-lo surgir no alto das árvores,
Num leve sibilar, suas folhas remexeu.
Pelos sulcos rasos do tronco, desceu
Derrubando, sapeca, a formiga indefesa.

Beijou as flores aos pés da imensa raiz,
Os frágeis arbustos, provocou, irreverente.
A areia no chão, moveu levemente,
E seguiu seu caminho, sua natureza.

A natureza do vento é ventar...
A minha, qual será?
Talvez seja poetar...

Talvez seja cantar...
Talvez seja brincar...
Com certeza, é amar.
Délcio Mores
Enviado por Délcio Mores em 24/01/2006
Código do texto: T103148
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Délcio Mores
Guarapuava - Paraná - Brasil, 51 anos
101 textos (11842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:35)
Délcio Mores