Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAÇOS


Feridas abertas no peito, quanta solidão
Acabou o laço, o abraço,
Se era um laço, podia ser
Desfeito com mais delicadeza.

Não era um laço bem feito,
Imperfeito virou um nó,
Nó de amargura, de despedida
Na partida, um último abraço.

Que faço agora, desfaço o nó
Recomeço, passo a fita
Deixo lisa, sem marcas.
Refaço em outro laço, outros abraços







 
























Luiza Porto
Enviado por Luiza Porto em 08/04/2005
Código do texto: T10328
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Porto
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
468 textos (35408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:33)
Luiza Porto