Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A BONANÇA VOLTOU...



...”Agora, que a tempestade partiu”,
...”Volto a agarrar a vida!”.

Aproveitando o mote deixado por Ilona Basto em seu poema “A Tempestade partiu” ...



Ato-me à vida
Como a última saída
Para ser feliz!

As luzes da alegria
Ofuscam o breu da tempestade
De quem nem ficou saudade
Quero esquecer!

A tranqüilidade da lua
Prateando céu da noite
Fustiga-me em açoite
Dizendo para eu ser feliz

Ah! As benesses desta existência
Sempre nos dão guarida,
mas não pedem clemência
A responsável por mim sou eu
Tenho obrigação de me fazer
Entender que o que há de melhor
Para ser vivenciado é meu!
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 08/04/2005
Código do texto: T10378

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916690 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:53)
Denise Severgnini