Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta a um embrião

Meu amigo, hoje te escrevo
para te dar parabéns
por saber que vais nascer
de uma mãe que te quer bem
e, por isso, hoje já sofre
no desejo de te ver.

Hoje sou eu que te falo
das maravilhas da vida,
embora eu saiba que a vida
nem só maravilhas tem.
Quero que vivas o amor,
as alegrias, o bem,

pois só assim vais sentir
da vida toda a beleza;
terás força de viver,
superarás as agruras,
terás paz, terás amor,
sentirás a Natureza.

Tua mãe já te conhece
pois dela tu és formado;
tu dela terás amor
e espero que o saibas dar;
não permitas que ela sofra
mais do que sofre por ti.

Porém tu não a conheces
nem esperaria eu
que já pudesses saber
alguma coisa da vida
e da mãe que, por amor,
com amor te concebeu.

A mãe que te concebeu
é uma mãe por natureza,
vive sua vida no amor,
por amor já foi sofrida.
Por ela conhecerás
toda a beleza da vida.

Esta carta que te escrevo
com meses de antecedência
terá que ser bem guardada
para depois te ser dada
quando entender tu puderes
tudo que aqui foi escrito

mas posso te asseverar:
ficou muito pra ser dito,
pois não consigo escrever
pra quem inda não conheço,
como também não mereço
tanta coisa te dizer

pois sei que vais aprender
ainda por toda a vida
o que vão mostrar teus pais
no testemunho do amor
que a ti foi dedicado
desde que foste criado.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 08/04/2005
Código do texto: T10387
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260287 leituras)
36 áudios (10733 audições)
6 e-livros (1686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:19)
Paulo Camelo

Site do Escritor