Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Certamente uma viagem...

Certamente uma viagem
Ver pelo vão da blusa, esse vão dos meus sonhos,
Seguir à língua nesse trilho
Sentir suas coxas prendendo minhas coxas
Pensando em sua túmida entranha com minhas mãos
Certamente, uma louca viagem,
Passando dos limites do tempo
Sentindo a sua forma no meu colo
O peito esperando meus beijos
A boca sedenta pela minha boca
Explodindo em um novo gozo
Tão louca viagem
Marejando seus olhos, aflita para não dizer,
Pensando & pensando no amanhã
E no depois que nem sabemos
Pensando na casa que se arquiteta
E de caso pensado, não pensar em nada,
Outra viagem à vista
Em planos que emperram sem definições
A angústia por antever tantas ambições
Talvez façamos papéis de tolos, sim...
Chupando os ossos sem ver a cor da carne
E sentindo na própria mais angústia
Ah! São tantos os riscos, tantos, tantos & tantos,
E não podemos ficar impotentes e desleixados
Não podemos negar o gosto pela aventura
De encarar essa nova viagem
Sim, o ponto escuro à frente nos amedronta,
Colocamos de lado tantos amores
Colocamos de lado tanta paixão
Não, não quero ser mais um estranho,
Que vai passar ao largo
Temo tanto quanto temo a solidão
Mas quero também ter os pés no chão
Deixando apenas a imaginação voar livre
Vagar nas brumas de tantas viagens
Que passamos & passaremos depois de tudo
Ah! Também me dói o coração
Um aperto latente & tenaz
Que se desfaz em cada lembrança
No toque esperado do dia seguinte
Falei tanto em passagens a percorrer
E me perco nessas tantas lembranças
No aroma adocicado de cada beijo
E na falta que tanto faz em tantos momentos
Oh! Céus quero tornar tudo muito mais simples,
Sair de tantas convenções & malabarismos
E quero sempre ter ver feliz
Por ser feliz
É por isso que eu amo.

Peixão89
Leves Fragmentos – 1999-2000
Peixão
Enviado por Peixão em 08/04/2005
Reeditado em 18/08/2009
Código do texto: T10398
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:18)
Peixão