Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tudo na vida é sempre possível...

Tudo na vida é sempre possível
Pois assim até aqui cheguei
E nem tenho idéia de onde poderei ir
Sei que sempre será mais além
Digo que pouco me espanto com o que acontece
Pois tanto já aconteceu de bem & de mal
E cá estamos quase a reportar todos os dias
Portanto nada temo daquilo que há de vir
Lógico que dúvidas também pairam pela minha cabeça
Dúvidas sobre se tudo fosse diferente
Ah! Se tudo fosse diferente
Quem não as têm?
Só sabemos o sabor da fruta quando experimentamos
Mesmo com receio de que possa estar uma pouco ácida
Mas estamos procurando experimentar
Tudo para mim tem um gosto bom
É assim que tenho tocado nesses novos tempos
Procurando dele, vivenciar tudo o que é o bom da vida,
Você tem sido o bom da vida
Nossas conversas, cafés, cigarros, músicas, paixão,
Apreciando tudo, sempre com bons olhos,
Sabendo esperar pelo amanhã
Pois dele pouco se sabe
E o que vier, será aceito,
Você pode até achar que vejo esse amanhã com mais frieza
Mas estou olhando com mais carinho o passado e o presente
Dedico a maior parte agindo assim
Revendo o passado
E vivendo feliz o presente
Amando & sendo feliz
E o que me é mais grato
Sendo amado todos os dias, a todo o momento,
É mais que um privilégio
É muito mais que fantástico
E viver assim, apaixonado & feliz,
Sei que muito poucos conseguem
Abastados com suas insignificâncias
Sei também, que você procura me entender,
Quando falo & ajo em prol da alegria que sinto de viver
Em viver esse presente, amado & amando,
E que continuarei sempre assim
Teimando em ver tudo com bons olhos
Tudo é possível
E, enquanto não for, tal como nossos sonhos,
Aproveitamos todo o tempo que temos
Para tirar proveito desse “bom da vida”
Milha Ilha está sempre lá, imutável,
Colhendo as flores do seu Jardim
Com a mesma paixão.
Estamos tapando buracos
Eles apareceram nos procurando
Talvez, por mera coincidência.
Passamos a vida com esses buracos
Agora melhor tampados
E por força da paixão
Temos fôlego para prosseguir adiante.

Peixão89
Deixas – 1998-2000
Peixão
Enviado por Peixão em 08/04/2005
Reeditado em 21/08/2009
Código do texto: T10403
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:21)
Peixão