Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ficamos um tempo sem falar nossa linguagem...

Ficamos um tempo sem falar nossa linguagem
Ficamos um tempo sem dizer em palavras impressas
Mas a vontade é sempre grande, enorme,
O brilho nos olhos continua intenso & forte
O toque é sempre sutil & generoso
Quão generosa é a sua imensa bondade
E todo o carinho que sente por mim
Todos os dias são de renovadas esperanças
Pelo tempo que passa nos separando
De tantos momentos sublimes que temos
Mas nossa alegria continua a cada novo olhar
Nos mesmos gestos cúmplices do almoço
No copo com gelo sempre servido
No experimentar um pedaço do outro prato
No toque por entre as escadas
No aperto de mão sempre justo
A sua companhia agradável para mais um café
Nos afazeres diários em conjunto
No tchau, amanhã tem muito mais,
No suspiro encantado do bom dia
No beijo roubado as escondidas
Pensando no que fazer outra vez juntos
No escuro do quarto sem luz
E na saudade que marca todas as noites.

Peixão89
Deixas - 1998-2000
Peixão
Enviado por Peixão em 08/04/2005
Reeditado em 22/08/2009
Código do texto: T10404
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:03)
Peixão