Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILÊNCIO



Ouvi ao longe,um vazio de horas
Que se sucedem ao léu,
das manhãs despertas
senti na pele, a mudez do vento
entrelaçado num esquecimento
O soar da aurora, não atinge aos tímpanos
Ensurdecidos por um silêncio atroz
Que emergiu em nós...

A noite chega...aquieta-se a vida
O coração palpita, descompassado
A saudade habita,o imo silenciado
Buscar nuances de sons etéreos
é objetivo da minha alma inquieta
Estarão eles, em outros planisférios
Ou talvez envoltos em teus mistérios

Quero um indulto de teu silêncio
Qual foi o crime que cometi
Sou apenas uma poeta livre
Que em teus versos me reconheci

Careço ouvir tua voz na melodia franca
Que passeia ao céu como nuvem branca
Uma palavra apenas, não mais que uma
Quebra teu silêncio e desfaz a bruma...

Eu silencio ao escutar teu canto!


Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 26/01/2006
Código do texto: T104316

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916701 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:09)
Denise Severgnini