Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rogos & Súplicas!

Outra calada da noite, vagar rijo...
Lanças que apontam desejos
Latentes pelas beiradas do quarto
Uma sala para ficar de espera
Do toque que assimila, voz & linha...
Receios revisados para conceitos aflitos
Pouca tensão na voz, empregos táteis...
Malabarismos para fugir pela porta
Falta acesso na navegação
Tesão recolhido entre frestas
Palavras jogadas na rede novamente
Questões que interrompem novos desejos
Mira a nau aportada, outra espera...
Janelas fechadas, lei do silêncio...
Desculpas que escondem mais desejos
Fumaça partida, copo seco, virar o rosto...
Para afogar marcas que ficam pela boca
Todo o volume do corpo de sobreaviso
Alguma coisa acontece, ainda espera...
Melindres perseguidos noutros cantos
Ah! Se essa música não vai mais tocar...
Linhas que desnudam velhos anseios
A brisa que toca vinda da janela
Entre tantas recusas, alguns risos...
Segredos em terceira pessoa
Tantos calores subindo pelas pernas
Ao tocar esse seio sem querer
Um aviso de que a resposta podia ser não
Recluso, obscuro, infame desejo...
Toquei a tez pela próxima vez
Não há vento, apenas calmaria...
E alguma coisa ainda por fazer

Da torre avista a nau que repousa. Mais um dia para esperar novas partidas!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 27/01/2006
Reeditado em 26/10/2006
Código do texto: T104558
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:37)
Peixão