Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO

Santos os que não conhecem
Fagulha sequer
Do tão temido Pecado,
Pois a eles pertencem os prazeres
Mundanos.

Tranqüilos os que não conhecem
Fio
Da temida luxúria, pois a eles pertence
A vida.

Sorte dos que não conseguem sentir,
No fundo de suas entranhas,
Faísca de remorso, pois a eles está reservado
Nosso quisto paraíso.

Felizes são os que não têm consciência,
Pois a culpa dos mortais
Não lhe faz par
Nesta vida, ou n'outra.

Pleno, Tu, ò Criatura,
Que não vislumbra a Moral dos demais
E vive sob a sombra do teu mais íntimo
E voraz Desejo!


Gustavo Marinho
Enviado por Gustavo Marinho em 28/01/2006
Reeditado em 13/05/2012
Código do texto: T105179
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Marinho
Maceió - Alagoas - Brasil, 40 anos
82 textos (9807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:48)
Gustavo Marinho