Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINFONIA DO DESALENTO




A música ecoou no horizonte distante
E o som anulou o tanger dos sinos
A Ave Maria rezada foi esquecida
Nas agruras de planetas em mendicância
Ruiu o templo, na indiferença ...

As pedras rolaram, mas não perderam o limo
As cantilenas das aves desfalecidas inverteram-se
Plúmbeo céu, de matizes gris,mitigou-se
O alvoreceu da vida não mais existe
Que cenário mais triste!

A orquestra resvalou no acorde da valsa
O balé invertido tropeçou quimeras
As primaveras foram olvidadas
Os invernos renasceram desnudos

A sinfonia irromper nos tímpanos das almas sós
Desalentou a vida, que finalizou jazente e atroz





Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 09/04/2005
Código do texto: T10526

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916764 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 06:58)
Denise Severgnini