Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espiando

                                                     
Era já noite.
O som do mistério se espalhava pela natureza,
e o canto do mar soprava uma paz estranha,
pela areia que brilhava
espelhando a lua.

Mais adiante, o verde dançava
entorpecendo a noite,
e os ruídos dele, convidavam
para adormecer as flores selvagens.

No céu, as nuvens leves, pálidas,
vigiavam a praia e trocavam versos,
com as ondas dançando o seu ritual.

E minh’ alma escondida, silenciosa,
furtava um pouquinho daquele momento mágico,
quando, durante a noite,
 todas as coisas acordam.
sofer
Enviado por sofer em 29/01/2006
Código do texto: T105499
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
sofer
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 60 anos
29 textos (909 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 13:01)
sofer