Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTO

Conte
Um conto
Que não tenha
Ponto.

Sem dor,
Amor,
E até mesmo
Sabor.

Sem guerras,
Mazelas,
Feras,
E donzelas.

Mas conte
Sem pressa,
Sem medo de perder
O último capítulo da novela.

Viva cada
Vírgula,
Imaginado nas reticências
Como será o desfecho
No final.

Entre aspas
Sonhe com o herói,
Que não descansa
Nem no ponto e vírgula.

E odeie o vilão,
Que não morreu no fim
Do parágrafo,
Conseguindo fugir
Para a última página.
Gustavo Marinho
Enviado por Gustavo Marinho em 29/01/2006
Código do texto: T105593
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Marinho
Maceió - Alagoas - Brasil, 40 anos
82 textos (9807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:08)
Gustavo Marinho