Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vôo de um Beija-Flor

Vôo de um  Beija-Flor
 
Entrou voando pela minha vida,
como um beija-flor.
Vôo rasante, reto, em flecha,
se situando no ar, poucos segundos,
para me dar vida ou morte.
 
A princípio me deu vida,
vida enfeitiçada, como a recebem
todos os que amam.
Vida de amor sem dor,
de amar sem falar,
de se dar sem nada pedir.
 
E embarquei neste suave canto,
pois era um beija-flor.
Não poderia ter medo,
beija-flor não maltrata
só dá amor...
 
Mas esse beija-flor era diferente.
Deu-me feitiço na minha alma,
deu-me amor nos meus dias.
E voou para longe...
para terras distantes
me tirando o ar que respirava,
o chão que pisava
e caí vertiginosamente,
como o seu mesmo vôo rasante,
cortante que levou tudo e lavou
essa mesma alma,
sem nada deixar:
 
Só o vôo rasante, lindo de um beija-flor
que nada prometera
que nada fizera
para amar ou amor.
 
E, foi-se embora de minha vida
até não sei quando,
até à terra do nunca,
onde um dia,
vão se encontrar
talvez para se amar.
 
Eda Carneiro da Rocha
Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 10/04/2005
Código do texto: T10678

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14773 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 17:58)
Poeta Amor