Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE PONTA CABEÇA

De ponta cabeça o céu é o chão
e as estrelas são besouros pela imensidão
de um azul tão celeste
que não há erva que se preste
à multiplicação...

De ponta cabeça os cabelos são raízes
enfiadas no campo de nuvens livres
com luzes brilhando por dentro
fiapos de tempo e vento
com elétrons felizes...

De ponta cabeça penso onde falo
e lingua-pensamento exalo
trocando a torneira pelo sifão
como os pés pelas mãos
centopétalo...

De ponta cabeça onde havia dúvida há certeza
e onde distorsão simples beleza
e onde havia o ia agora está
o que viaja pelo ar
com realeza...

De ponta cabeça toda medida é a mesma
como o tamanho do pé e da lesma
e se medires o mar e sua extensão
verás que é o quadrado do coração
como 500 é uma resma...

De ponta cabeça o ido já virá
e o vindo foi o que está
sendo enquanto roda o dentro
fora do que está sendo
no presente do pulsar.

Preto Moreno
01/02/2006









Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 01/02/2006
Reeditado em 08/02/2006
Código do texto: T106973

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6777 textos (102521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:14)