Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Zoo-estima

Não sou mais a hiena
aguardando os restos do leão.
Meu coração bate rápido
como o do beija-flor.
Espantei o bicho-preguiça!
Não ando mais como uma tartaruga!
Prefiro um ano enérgico
à um século estático.
Peixe nada, eu não!
Ando agora como o puma.
Lidero minha vida como lobo
com olhar de águia,
com instinto de cobra.
Sou lindo como o pavão.
Canto como canta o sabiá.
Sou forte como o besouro-hércules
e potente como um cavalo,
a diferença é que não empaco!
Conciliei meu corpo
ao peso de um elefante
ao peso de uma formiga.
E que eu seja inesquecível
como os dinossauros!
E que eu seja resistente
como as baratas!
Pois sou um animal em extinção
como o mico-leão-da-cara-preta.
Rafael Sales Rios
Enviado por Rafael Sales Rios em 02/02/2006
Reeditado em 24/08/2009
Código do texto: T107255
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Sales Rios
Salvador - Bahia - Brasil, 29 anos
58 textos (6202 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:57)
Rafael Sales Rios