Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEMÓRIAS SEM CÁRCERE.

Lembrei-me da Camões
E de seu olho são.

Lembrei-me de Graciliano
No cárcere.

Lembrei-me
De Cervantes enclausurado.

Lembrei-me
Das dores
De tantos escritores
Que não encolheram seus versos
E nem fugiram à prosa.

Mesmo frente à "cicuta"
Não perderam a rima.

Lembrei-me de tudo isso
E entendi algo mais
Que uma folha de papel
Mesmo virtual
Pode ser um teatro de operações
Num campo de batalha.

A informação que engana
A outra que salva
Aquela que faz nuvem de fumaça
Servindo aos tiranos de sempre;
Enquanto a informação verdadeira
Quase sempre nos leva ao cárcere
Físico ou não.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 03/02/2006
Código do texto: T107602
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:36)