Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Circunavegação Escarlate!

Labirintos fotogênicos na Marúsia
Rubra a face na falha em alegretto
Pinçar na fuga em dó menor
Lua crescente na noite pelo ágora
Párias que ficam atrás do movimento
Sufixo presente na fixa idéia
Volúpias pelas escadas regem a escol
Na lei facínora do anonimato explícito
Sexo beirando as raias da loucura
Paráfrases de efeito sintético, madeixas...
Relaxamento natural em doces seivas
Fuso no olhar em fina estampa
Alguma coisa sempre acontece,
Paulicéia se desvairando na cortina do abrigo
Chuvas que passaram na semana, passo passado...
Tráfego em cima do rio, marginal...
Cataclismos pelas cordilheiras, tratantes tratados...
Taras virtuais na esquina do centro
Vestígios deixados pela rua sem ouvidor
Tarefas contínuas, lamentos provocados...
Casa das Rosas em franca desvantagem
Ilhada na zona mais rica da city
Pajens trocando feitiços & fetiches
A moça ri do sorriso do lagarto
Será que Ubaldo vem nos salvar?
Paraninfos trocados na toga vespertina
Trem parado na Estação da Luz...
Um cigarro lançado pela calçada da fama
Engana a magia do trágico composto
Café para reanimar os ânimos
Blues para uma sonata perdida
Xamãs aflitos chegando apressados
Júpiter em conflito com Marte de novo
Cartagena caída na migalha final
Sumiram os papiros lá do Mar Morto
Figuras trocadas em todos os museus
Tamborilando uma caixa com gaita de boca
Beijos roubados na esquina virtual
Falha de comunicação, numeração patogênica...
Beirando a saída do inferno de Dante
Prato lavado na pia, lixo recolhido...
Alguns fios para fazer a ligação
Alô! Alguém atenda, por favor...
Só o mês que vem, não tenho emprego... Quem sabe...
Abra os olhos, a hora é essa...
A Lua espera que você ame também
Parei na esquina e olhei a avenida
Avistei outra praia, hora de navegar...

Amanhã sempre será um dia melhor!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 04/02/2006
Reeditado em 01/11/2007
Código do texto: T107794
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:30)
Peixão