Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIBERDADE

A liberdade reside no teu ser,
Íngreme, majestoso penhasco!
Sou um nada, um fiasco...
Contemplativo, como soi acontecer.
 
Sobre mim fustiga a tempestade...
Rebento espasmódico interior...
Que, da fragância mágica da flor,
Deseja alçar-se à Divindade...
 
O estro, sei, suspira o barroco,
E a metáfora esconde o dilema.
O verso circunscreve um sistema,
Um tropo puritanamente oco.
 
Amiga, as vagas inquietas
Fustigam a alma, e a alma
Altivamente não se acalma.
Fluem e refluem no peito dos poetas!
Valdez de Oliveira Cavalcanti
Enviado por Valdez de Oliveira Cavalcanti em 17/11/2004
Código do texto: T108
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Valdez de Oliveira Cavalcanti
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 73 anos
22 textos (6687 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 15:48)