Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0233 - Sem direção


 
Penso que meus sonhos estão errados,
quero ser seu tudo, não apenas um carinho,
uma tarde junto em um quarto qualquer
ou na lembrança de um corpo sobre o outro.
 
Posso lhe querer como eu desejar, posso sim;
se não me quer, sei que posso sonhar bem menos,
mais até que a paixão que estava em nós,
daria algum amor além de todo o amor da minha vida.
 
Volto outra vez às noites que não sonhei,
foram caminhos que marcamos juntos,
subimos altares, fomos deuses e santos,
de tudo, você é o tudo do amor que sou.
 
Poderia me matar mais uma vez esta noite,
assim que me faz, morro a cada pedido,
parei de ouvir, rasguei as fotos para não lhe ver...
Mentira! Ainda me lembro, tenho você aqui em minh'alma.
 
Estarei no mesmo lugar que me deixou,
precisamos falar do amor que um dia foi bom,
darei minhas mãos para começar... venha!
Estou feliz só por tentar continuar ao seu lado.
 
Quero os sorrisos, não os velhos, somos outros,
não lhe darei minha proteção, quero você minha paixão,
posso não ser o mundo que tanto tem sonhado,
mas estarei lá, pronto para ser o amor que deseja.
 
Pode ser que meus desejos fiquem parados no tempo,
voltarei todas as noites no seu sonho,
ainda que tenha esquecido meu nome, eu a lembrarei,
não o nome, os carinhos que um dia trocamos.
 
17/04/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 11/04/2005
Código do texto: T10806
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116240 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:58)
Caio Lucas