Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema para um Amor – XI


Deambula a nostalgia
Estendida sobre o cair da tarde
O olhar a desafiar o infinito
Ignorando a razão e o desatino
Céu e precipício agasalhando-me o peito
No coração, o nublado do dia
Suspenso entre o sonho e a dor
A ausência abraçando o vazio
E este amor invisível aos olhos teus
Calando-me na imensidão da tua falta
Não existem palavras possíveis
Quando me refugio em tua saudade
Em meio ao imperativo do desejo
Que se deita em meus lábios
É a memória dos teus beijos
Que descobre o silêncio da minha boca

© Fernanda Guimarães
www.fernandaguimaraes.com.br
Fernanda Guimarães
Enviado por Fernanda Guimarães em 05/02/2006
Reeditado em 25/08/2008
Código do texto: T108141
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Guimarães
Fortaleza - Ceará - Brasil
430 textos (64357 leituras)
9 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:16)
Fernanda Guimarães