Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acordo para mim como num sonho e sou eu

Desço do meu pedestal. Que me importa a mim,
hoje não concederei honras ao poeta.
Não ao poeta que sofre atenção permanente e
se constitui presença a todo o instante,
vestindo-se vagarosamente de jardins e de
redomas supostas, vidro inalcançável. Serei
apenas este, que se quer distante de filigranas e de
toda a espécie de honrarias, deus com
pés de barro.
(Acordo para mim como num sonho e sou eu,
totalmente pálido mas concentrado de quem sou.
Não me intimido e ergo firmes os meus olhos, lançando-os
longe, ao horizonte. Perco-os na distância,
para encontra-los mais à frente. E és tu, quem
me espera, vestindo carmim, sorriso nos lábios).

Jorge Humberto
08/04/05
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 11/04/2005
Código do texto: T10821
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66669 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:06)
Jorge Humberto