Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VALSA FUNDAMENTAL


Bonita,
sigas a dançar sem baile
e, mesmo em par, retardes mãos!

Agora, fundamental
é reflexo sem complexo
na beleza mais que bonita
entranhada no espelho do espelho.


Bonita, não te queria bonita!
Mas se até a imperfeição humana é bela,
que fazer desta mulher que a menina revela?


Bonita,
vens querendo dançar todas as valsas tristes
com o piso do salão, a cada passo a cada par
vens querendo dar meia-volta, tantas tonturas
com a rosa amassada em cada toque de mãos
vens querendo não gastar teu vestido rodado
com medo de sentar e desbotar toda a solidão

Desajeitada beleza ,
mesmo não tão bonita,
mesmo não tão desejada
pela feia natureza humana,
ficará assim tão mais Bonita
mesmo sem cantigas de deitar.
É hora de acordar todos teus vestidos
e debutar, e dançar como aos quinze anos.
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 11/04/2005
Código do texto: T10866
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:23)
Djalma Filho