Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rotina



Bom-dia, rotina.
O banho tem pressa,
No espelho a vaidade
Perde bom tempo,
Café mal tomado
E, no pensamento,
O cheiro da fruta,
Que fica na mesa.
Aperto o passo
Me dói a certeza
De ônibus lotados
De rostos cansados...

Bom-dia, rotina.
Na mesma esquina
O olhar do moço,
Que não se aproxima...

Mergulho na mesa
Com tantos projetos,
Processos, problemas,
Protestos em vão...
São tantos carimbos!...
Cadê solução?
E o dia lá fora
Tão lindo! Tão lindo!

Bom-dia, rotina.
É hora do almoço
E o olhar o moço,
Que não se aproxima...

Boa-tarde, rotina...
Na mesa mergulho,
Me banho em papéis,
Montanhas de entulhos,
Ofícios, decretos.
Artigos e leis...
O povo é um projeto
Sem voz e sem vez...

Boa-tarde, rotina...
Aqui no meu poço
O olhar do moço
É que me anima...

Boa-noite, rotina...
Aqui me despeço.
O olhar do moço
Já se aproxima
E sua voz quente
Diz que me quer.
Seu corpo não mente
É pedra que chama
Me leva pra cama
Sou toda mulher...
Emília Casas
Enviado por Emília Casas em 07/02/2006
Código do texto: T108840
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Emília Casas
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 69 anos
22 textos (838 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:15)
Emília Casas