Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Boto fé

Marejam meus olhos
Olhando a linha distante...
Sem fim, nem começo,
Aonde ela vai me levar?

Desejam meus olhos,
Molhando meu rosto radiante -
É neles que peço
Alguém para amar...

E cada grão de areia
É um pouco da minha história,
Sem honra, sem glória,
Os conto sem nunca cansar...

E cada gota d’água
Que, do oceano, me toca,
São lágrimas que, boto fé,
Nunca mais vou chorar...

Adeus, tristeza,
Acabou a festa,
Uma estrela na minha testa
Vai brilhar...

Adeus, não insista,
De você o que resta
É apenas a certeza
De que nunca vai voltar.

08 de janeiro de 2006
Teco Sodré
Enviado por Teco Sodré em 08/02/2006
Código do texto: T109490

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Teco Sodré
Salvador - Bahia - Brasil, 38 anos
274 textos (12534 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:33)
Teco Sodré