Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ENTERRO DA CIGARRA

__________________________________

Seleta de Poemas

 

Seleta de Poemas representa as poesias que li e tocaram-me a alma. Assim, posso compartilhar com vocês as minhas preferências poéticas e homenagear os autores que admiro.

O ENTERRO DA CIGARRA

As formigas levaram-na... Chovia...

Era o fim... Triste outono fumarento!

Perto uma fonte, em suave movimento,

Cantigas de água trêmula fazia.

Quando eu a conheci, ela trazia

na voz um triste e doloroso canto.

Era a cigarra de maior talento,

Mais cantadeira desta freguesia.

Passa o cortejo entre árvores amigas...

Que tristeza nas folhas... Que tristeza!

Que alegria nos olhos das formigas!

Pobre cigarra! Quando te levavam,

Enquanto te chorava a natureza,

Tuas irmãs e tua mãe cantavam...

• Olegário Mariano Carneiro da Cunha (1889 - 1958). ®Sérgio.

__________________________________________

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre!

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 09/02/2006
Reeditado em 22/01/2013
Código do texto: T109799
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 69 anos
1281 textos (21211629 leituras)
7 e-livros (8554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:30)
Ricardo Sérgio